search

As "Demais Contribuições Financeiras a Favor das Entidades Públicas" e a Jurisprudência do Tribunal Constitucional

23,50 €
21,15 € 10% de descuento
Impuestos incluidos ENTREGAS EN 2 A 3 DÍAS LABORABLES
Cantidad

  PAGO SEGURO

Pagos seguros gestionados directamente por los bancos. Multibanco, MBWay y Paypal disponibles.

  ENVÍO GRATUITO A PARTIR DE 25€

Entrega en 2 a 3 días laborales (excepto periodo de vacaciones).

  SERVICIO AL CLIENTE

Estamos a su disposición para responder

A presente obra, que dá sequência às investigações do seu autor no domínio dos tributos setoriais, procura oferecer uma proposta de teoria geral para as “demais contribuições financeiras a favor das entidades públicas” objeto de menção no artigo 165.º, n.º1, alínea i) da Constituição da República Portuguesa (CRP), tendo essencialmente por referência a jurisprudência do Tribunal Constitucional
(TC), particularmente relevante neste domínio.
Trata-se, por isso, de uma obra que assume como ponto de partida uma visão depurativa da jurisprudência constitucional em torno dos principais caracteres das “demais contribuições financeiras a favor das entidades públicas”, albergando os casos em que a ação concretizadora do TC se revela adequada e, bem assim, os casos em que as premissas ou conclusões do referido Tribunal nos pareçam, a este nível, merecedoras de crítica – procurando, como é próprio do espírito universitário, que a sua formulação obedeça a um estilo construtivo e de permanente contributo para a correção de eventuais anomalias interpretativas ou, inclusive, para a necessidade de uma evolução normativa.
Em conformidade, a presente obra socorrer-se-á de uma análise, tão exaustiva quanto possível, da jurisprudência do TC em torno das “demais contribuições financeiras a favor das entidades públicas”, com o intuito de formular um conjunto de condições normativas para que a qualificação de um dado tributo com contribuição financeira, mormente por parte do referido Tribunal, possa ocorrer com a ponderação e objetividade requerida por uma categoria cada vez mais relevante no sistema fiscal português.

ÍNDICE

NOTA PRÉVIA
SIGLAS E ABREVIATURAS
I: As “demais contribuições financeiras a favor das entidades públicas” enquanto categoria de tributo
Secção I: As contribuições financeiras na teoria geral do Direito Fiscal
§1. Enquadramento geral
§2. As contribuições financeiras no histórico constitucional
Secção II: As contribuições financeiras e o fenómeno parafiscal
§1. As contribuições financeiras e a sua conexão histórica ao fenómeno da parafiscalidade
§2. A emergência de um Estado Parafiscal e os seus limites
Secção III: As contribuições financeiras e os alicerces da equivalência de grupo
§1. As contribuições financeiras como tributos bilaterais e a parametrização pela equivalência de grupo (“Gruppenäquivalenz”)
§2. Os critérios normativos enunciados pelo BVerfG a propósito das Sonderabgaben e os termos da sua projeção para o universo conceptual das contribuições financeiras
§2.1 A homogeneidade de grupo (“Gruppenhomogenität”)
§2.2 A responsabilidade de grupo (“Gruppenverantwortlichkeit”)
§2.3 A utilidade de grupo (“Gruppennützigkeit”)
§3. A crítica ao défice de escrutínio do TC em torno da utilidade de grupo – em especial, a jurisprudência mais recente em torno da CESE
II: As “demais contribuições financeiras a favor das entidades públicas” e a sua contraposição face às demais categorias de tributos
Secção I: As contribuições financeiras como “tertium genus”
§1. As “demais contribuições financeiras a favor das entidades públicas” no quadro atual da divisão tripartida dos tributos
§2. As contribuições financeiras como tributos bilaterais e a sua distinção face às demais categorias de tributos
§3. Ainda sobre a estrutura normativa das contribuições financeiras de acordo com a jurisprudência do TC
Secção II: Impostos e contribuições financeiras
§1. A distinção face aos impostos
§2. A especial contraposição fase aos impostos de receita consignada – breve referência
§3. Síntese conclusiva
Secção III: Taxas e contribuições financeiras
§1. A distinção face às taxas
§2. A equivalência económica como problema comum a taxas e contribuições financeiras – em especial, a crítica à posição do TC
§3. A síntese oferecida pelo TC no Acórdão n.º 320/16 quanto à dicotomia imposto- taxa e o seu relevo para a delimitação conceptual das contribuições financeiras
Secção IV: Contribuições especiais e contribuições financeiras
§1. A necessária distinção face às contribuições especiais – do arquétipo dos “tributi speciali” (Itália), passando pelas “Beiträge” (Alemanha) até ao caso português
§1.1 As contribuições de melhoria
§1.2 As contribuições por maiores despesas
§2. As contribuições especiais de terceira geração e a necessidade de uma interpretação conforme à CRP do artigo 4.º, n.º 3, da LGT
III: O princípio da legalidade fiscal nas “demais contribuições financeiras a favor das entidades públicas” e o papel do Tribunal Constitucional
Secção I: Um regime de legalidade fiscal para as contribuições financeiras
§1. As contribuições financeiras e o princípio da legalidade fiscal
§2. Da ausência de regime geral ao conjunto de teses interpretativas propostas
§2.1 A tese da inconstitucionalidade por omissão e sujeição à reserva de lei
§2.2 A tese da sanação operacional
§2.3 A tese corretiva formulada pelo TC e as suas expressões sequenciais
§2.3.1 Acórdão n.º 365/08 (taxa de regulação e supervisão da ERC)
§2.3.2 Acórdão n.º 613/08 (ainda a taxa de regulação e supervisão da ERC)
§2.3.3 Acórdão n.º 152/2013 (taxa de utilização do espetro radioelétrico)
§2.3.4 Acórdão n.º 80/2014 (penalizações por emissões excedentárias)
Secção II: O Acórdão n.º 539/2015 do TC e a viragem jurisprudencial em torno do regime formal das contribuições financeiras
§1. O Acórdão n.º 539/2015 e os respetivos efeitos para o regime formal das contribuições financeiras
§2. A ausência de submissão à reserva de lei e os seus fundamentos no confronto com a jurisprudência do TC
§2.1 Uma paridade praeter constitutionem face à inexistência de um regime geral das taxas
§2.2 Uma reserva legislativa concorrente ao nível dos regimes (individuais) das contribuições financeiras
§3. Os efeitos interpretativos associados à ausência de um regime geral das contribuições financeiras
Secção III: O cenário atual em torno do regime formal aplicável às contribuições financeiras
§1. A existência de dois tipos de reserva parlamentar no sistema fiscal português
§2. A reserva de lei aplicável a impostos (e contribuições especiais)
§3. A reserva de lei aplicável a taxas e demais contribuições financeiras a favor das entidades públicas
IV: Os regimes fiscais de base extraordinária na jurisprudência do TC e o seu reflexo para o universo das “demais contribuições financeiras a favor das entidades públicas”
§1. A arquitetura normativa dos tributos extraordinários à luz da jurisprudência do TC
§2. Casos de estudo na jurisprudência do TC e corolários interpretativos para o universo das contribuições “extraordinárias”
§2.1 Acórdão n.º 11/83: o imposto extraordinário sobre rendimentos coletáveis sujeitos a contribuição predial, imposto de capitais e imposto profissional (1981)
§2.2 Acórdão n.º 141/85: o imposto extraordinário sobre lucros realizados em 1982
§2.3 Acórdão n.º 187/2013: a Contribuição Extraordinária de Solidariedade (“CES”)
§2.4 Acórdão n.º 197/2013: derrama municipal
§2.5 Acórdão n.º 430/2016: derrama estadual
§2.6 Acórdão n.º 41/2017: sobretaxa extraordinária de IRS
§2.7 Acórdãos n.os 285/21, 301/21, 303/21, 436/21, 437/21, 438/21 e 756/2021: o retorno ao caso da CESE
JURISPRUDÊNCIA CITADA
BIBLIOGRAFIA

9789726297369

Ficha técnica

Editor
AAFDL EDITORA
Autor(es)
Filipe de Vasconcelos Fernandes
Referencia
9789726297369
Páginas
303
Local de Edición
Lisboa (2022)

También podría interesarle

Tu configuración de cookies

Esta tienda te pide que aceptes cookies para fines de rendimiento, redes sociales y publicidad. Las redes sociales y las cookies publicitarias de terceros se utilizan para ofrecerte funciones de redes sociales y anuncios personalizados. ¿Aceptas estas cookies y el procesamiento de datos personales involucrados?

Cookies necesarias
Las cookies necesarias ayudan a hacer una página web utilizable activando funciones básicas como la navegación en la página y el acceso a áreas seguras de la página web. La página web no puede funcionar adecuadamente sin estas cookies.
Nombre de la cookie Proveedor Finalidad Caducidad
PHP_SESSID dev.livraria.aafdl.pt Esta cookie es nativa de PHP y permite a los sitios web almacenar datos de estado serializados. Se utiliza para establecer una sesión de usuario y para pasar datos de estado a través de una cookie temporal, que comúnmente se conoce como cookie de sesión. Sesión
PrestaShop-# dev.livraria.aafdl.pt Esta cookie permite conservar abiertas las sesiones del usuario durante su visita y le permite pasar un pedido o toda una serie de funcionamientos como: fecha de adición de la cookie, idioma seleccionado, divisa utilizada, última categoría de producto visitado, productos recientemente vistos, acuerdo de utilización de servicios del sitio, identificador del cliente, identificador de conexión, apellido, nombre, estado conectado, su contraseña cifrada, e-mail relacionado con la cuenta del cliente y el identificador del carrito. 480 horas
rc::a Google Esta cookie se utiliza para distinguir entre humanos y bots. Esto es beneficioso para la web con el objeto de elaborar informes válidos sobre el uso de su web. Persistente
rc::c Google Esta cookie se utiliza para distinguir entre humanos y bots. Persistente
Cookies de marketing
Las cookies de marketing se utilizan para rastrear a los visitantes en las páginas web. La intención es mostrar anuncios relevantes y atractivos para el usuario individual, y por lo tanto, más valiosos para los editores y terceros anunciantes.
Nombre de la cookie Proveedor Finalidad Caducidad
ads/ga-audiences Google Google AdWords utiliza estas cookies para volver a atraer a los visitantes que probablemente se conviertan en clientes en función del comportamiento en línea del visitante en los sitios web. Sesión
fr Facebook Utilizada por Facebook para proporcionar una serie de productos publicitarios como pujas en tiempo real de terceros anunciantes. 3 meses
NID Google Registra una identificación única que identifica el dispositivo de un usuario que vuelve. La identificación se utiliza para los anuncios específicos. 6 meses
tr Facebook Utilizada por Facebook para proporcionar una serie de productos publicitarios como pujas en tiempo real de terceros anunciantes. Sesión
VISITOR_INFO1_LIVE youtube.com Intenta calcular el ancho de banda del usuario en páginas con vídeos de YouTube integrados. 179 días
YSC youtube.com Registra una identificación única para mantener estadísticas de qué vídeos de YouTube ha visto el usuario. Sesión
yt-remote-cast-installed youtube.com Registra las preferencias del reproductor de vídeo del usuario al ver vídeos incrustados de YouTube. Sesión
yt-remote-connected-devices youtube.com Registra las preferencias del reproductor de vídeo del usuario al ver vídeos incrustados de YouTube. Persistente
yt-remote-device-id youtube.com Registra las preferencias del reproductor de vídeo del usuario al ver vídeos incrustados de YouTube. Persistente
yt-remote-fast-check-period youtube.com Registra las preferencias del reproductor de vídeo del usuario al ver vídeos incrustados de YouTube. Sesión
yt-remote-session-app youtube.com Registra las preferencias del reproductor de vídeo del usuario al ver vídeos incrustados de YouTube. Sesión
yt-remote-session-name youtube.com Registra las preferencias del reproductor de vídeo del usuario al ver vídeos incrustados de YouTube. Sesión
_fbp Facebook Utilizada por Facebook para proporcionar una serie de productos publicitarios como pujas en tiempo real de terceros anunciantes. 3 meses
Cookies de preferencias
Las cookies de preferencias permiten a la página web recordar información que cambia la forma en que la página se comporta o el aspecto que tiene, como su idioma preferido o la región en la que usted se encuentra.
Cookies de rendimiento
Cookies que se utilizan específicamente para recopilar datos sobre cómo los visitantes utilizan un sitio web, qué páginas de un sitio web se visitan con más frecuencia o si reciben mensajes de error en las páginas web. Estas cookies controlan solo el rendimiento del sitio cuando el usuario interactúa con él. Estas cookies no recopilan información identificable sobre los visitantes, lo que significa que todos los datos recopilados son anónimos y solo se utilizan para mejorar la funcionalidad de un sitio web.
Cookies estadísticas
Las cookies estadísticas ayudan a los propietarios de páginas web a comprender cómo interactúan los visitantes con las páginas web reuniendo y proporcionando información de forma anónima.
Nombre de la cookie Proveedor Finalidad Caducidad
collect Google Se utiliza para enviar datos a Google Analytics sobre el dispositivo del visitante y su comportamiento. Rastrea al visitante a través de dispositivos y canales de marketing. Sesión
r/collect Google Se utiliza para enviar datos a Google Analytics sobre el dispositivo del visitante y su comportamiento. Rastrea al visitante a través de dispositivos y canales de marketing. Sesión
_ga Google Registra una identificación única que se utiliza para generar datos estadísticos acerca de cómo utiliza el visitante el sitio web. 2 años
_gat Google Utilizado por Google Analytics para controlar la tasa de peticiones 1 día
_gat_gtag_UA_* Google Se utiliza para acelerar la tasa de solicitudes. 1 minuto
_gd# Google Se trata de una cookie de sesión de Google Analytics que se utiliza para generar datos estadísticos sobre cómo utiliza el sitio web que se elimina cuando sale de su navegador. Sesión
_gid Google Registra una identificación única que se utiliza para generar datos estadísticos acerca de cómo utiliza el visitante el sitio web. 1 día
Contenido no disponible