Apontamentos de História das Relações Internacionais

15,00 €
12,00 € Poupa 20%
Com IVA | ENTREGAS: 1 A 3 DIAS UTÉIS (EM REGRA)
Quantidade

 

CONSIDERAÇÕES PRELIMINARES

As linhas que se seguem reúnem o ensino oral ministrado nas aulas da disciplina de História das Relações Internacionais, no 5o ano, da Faculdade de Direito de Lisboa, nos anos lectivos de 1995/96 e 1996/97.

São o resultado da redução a escrito das aulas gravadas pelos alunos, reflectindo o texto, agora publicado, a oralidade do discurso, o ritmo descompassado das exposições, o desequilíbrio no tratamento dos temas abordados e algumas repetições que a apressada revisão feita não permitiu eliminar.

Apesar dos defeitos apontados, optámos por publicar os apontamentos das aulas para servir aos alunos como roteiro de estudo, dadas as características peculiares do programa adaptado.

Por outro lado, a disciplina passou a ser frequentada por cerca de duzentos alunos, abrangendo a quase totalidade dos discentes inscritos no 5o ano, quer no curso diurno, quer no curso nocturno. Tal situação contrasta com a escassa dezena de alunos inscritos na cadeira, que continua sendo optativa, quando iniciámos a regência em 1991.

O regime de avaliação contínua, com uma orientação de estudo a partir do índice das matérias expostas, dos apontamentos tirados nas aulas e da bibliografia indicada por temas, deixou de ser suficiente. Era necessário dar aos alunos um texto que seguisse de perto a exposição oral do programa.

É este o único objectivo das linhas que se seguem.

Devem, por isso, continuar a consultar o "Livro de Sumários" e os "Dossiers", com a lista da bibliografia recomendada, por temas, as fotocópias das partes mais significativas dos Manuais de Direito Internacional Público, e o "Dicionário de Diplomatas", com a biografia dos políticos e embaixadores referidos no texto, elaborado pela Dr" Carla Domitilia.

Nota: este "Dicionário de Diplomatas" destina-se a completar a consulta do "The New Penguin Dictionary of Modem History, 1789-1945", de Duncan Townson, Penguin Books, 1994, e do "Dictionnaire Diplomatique", Académie Diplomatique Internationale, Montevideo, Londres, s.d., 2 volumes.

Os mapas, que encontram no Anexo, foram elaborados, de forma artesanal, para permitir uma localização rápida das regiões, povos e cidades, referidos ao longo do texto.

Agradeço aos Professores Doutores Martim de Albuquerque e Duarte Nogueira, coordenadores da disciplina desde que iniciei a regência, e à Dra. Carla Domitília, que colabora na leccionação das aulas práticas, o apoio e o estímulo recebidos.

Índice interativo

9789726291688

Ficha informativa

Editor
AAFDL EDITORA
Autor(es)
Eduardo Vera-Cruz Pinto
Referência
9789726291688
Páginas
342
Local de Edição
Lisboa (2017)
Observações
2.ª Edição

A AAFDL Editora nasceu no mundo académico com o propósito de servir o mundo jurídico no seu todo. 

O sentido de crescimento da Editora tem vindo a ditar novas regras, porque nos dias que correm já não olhamos só para dentro da Faculdade onde estamos situados, mas também olhamos para fora. 

Nos últimos anos tem havido o atento cuidado de expandir os horizontes na Editora, procurando a produção de obras científicas por mais autores que não só docentes, com a finalidade de que as nossas obras possam servir não só a alunos, mas também a advogados, solicitadores, autarquias e todos os outros agentes do mundo do Direito. 

O nosso slogan: ‘’Há mais de 100 anos a editar o futuro’’, é característico daquilo que somos e representamos. Sabemos de onde vimos, sabemos onde estamos e sabemos para onde vamos! 

Os Autores que escolhem a nossa Editora enquanto sua, escolhem-na porque veem nesta Editora a jovialidade que é característica, mas, para além disso, percebem o sentido de responsabilidade que existe entre todos aqueles que a dirigem. 

Sempre estivemos situados na Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa e, parecendo que não, essa é uma grande vantagem que temos em relação a qualquer outra Editora. Este fator diferenciador permite-nos chegar mais facilmente aos autores e aos alunos e permite-nos, ainda, ter uma livraria principal na Faculdade de Direito de Lisboa. 

Esta enorme rede de distribuição permite-nos chegar a uma rede alargada de Juristas.