Aquém do Bem, o Mal

12,00 €
10,80 € Poupa 10%
Com IVA | ENTREGAS: 1 A 3 DIAS UTÉIS (EM REGRA)
Quantidade

  • Entrega gratuita em Portugal a partir de 25€ Entrega gratuita em Portugal a partir de 25€

Índice

Nota prévia

Introdução

§1. A verdade moral
§2. O erro moral dos homens: a normativização da facticidade
§3. O pesadelo moral de Dostoievski
§4. O pesadelo de Dostoievski como o sonho de Nietzsche
§5. A imoralidade de Nietzsche: a normativização do predominante lado predatorial sobre o outro da natureza humana
5.1. O erro do positivismo moral de Nietzsche
5.1.1. Para além da descrição da facticidade
5.1.2. ... a prescrição da facticidade
5.2. A insídia moral de Nietzsche: a amputação da facticidade da natureza humana
5.3. A normativização da imoralidade como prescrição da descrição do lado sombrio da natureza humana: a emancipação da vontade sobre todos
Excurso: a emancipação da vontade não apenas da moral mas também da própria razão
5.4. A recusa de normativização moral, i.e., de redenção como recusa de prescrição da descrição do lado luminoso da natureza humana
§6. A substituição da “moral de escravos” pela (imoral) prescrição do esclavagismo como significado da filosofia de Nietzsche
Excurso: a substituição do amor pelo ódio
§7. As burlas de Nietzsche
7.1. A superação da dicotomia entre o bem e o mal como branqueamento da prescrição do mal
7.2. A emancipação da vontade do homem: uma antinomia de Nietzsche
§8. O legado de Nietzsche: a defesa filosófica da cisão da humanidade comum (“e.g.”, discriminações, esclavagismos, genocídios)
Excurso: nietzschismo cultural

Considerações conclusivas

Epílogo

Carta aos últimos Cristãos

9789726293446

Ficha informativa

Editor
AAFDL EDITORA
Autor(es)
Francisco Aguilar
Referência
9789726293446
Páginas
85
Local de Edição
Lisboa (2020)

A AAFDL Editora nasceu no mundo académico com o propósito de servir o mundo jurídico no seu todo. 

O sentido de crescimento da Editora tem vindo a ditar novas regras, porque nos dias que correm já não olhamos só para dentro da Faculdade onde estamos situados, mas também olhamos para fora. 

Nos últimos anos tem havido o atento cuidado de expandir os horizontes na Editora, procurando a produção de obras científicas por mais autores que não só docentes, com a finalidade de que as nossas obras possam servir não só a alunos, mas também a advogados, solicitadores, autarquias e todos os outros agentes do mundo do Direito. 

O nosso slogan: ‘’Há mais de 100 anos a editar o futuro’’, é característico daquilo que somos e representamos. Sabemos de onde vimos, sabemos onde estamos e sabemos para onde vamos! 

Os Autores que escolhem a nossa Editora enquanto sua, escolhem-na porque veem nesta Editora a jovialidade que é característica, mas, para além disso, percebem o sentido de responsabilidade que existe entre todos aqueles que a dirigem. 

Sempre estivemos situados na Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa e, parecendo que não, essa é uma grande vantagem que temos em relação a qualquer outra Editora. Este fator diferenciador permite-nos chegar mais facilmente aos autores e aos alunos e permite-nos, ainda, ter uma livraria principal na Faculdade de Direito de Lisboa. 

Esta enorme rede de distribuição permite-nos chegar a uma rede alargada de Juristas.