Revista de Direito Administrativo Ano II N.º 4

17,50 €
Com IVA | ENTREGA: 1 A 3 DIAS ÚTEIS (EM REGRA)
Quantidade

  • Entrega gratuita em Portugal a partir de 25€ Entrega gratuita em Portugal a partir de 25€

JANEIRO - ABRIL '19

Índice

Doutrina
Mário Aroso de Almeida | Sobre os pressupostos da modificação objetiva dos contratos administrativos
Jorge Pação | Algumas questões sobre domínio público municipal

Em Debate: Modificação contratual, trabalhos e serviços complementares após a Revisão do CCP
Ana Gouveia Martins | Os limites à modificação dos contratos públicos
Jorge Andrade Silva | Apontamento sobre o limite dos trabalhos complementares na empreitada de obras públicas
Lino Torgal | Nota sobre o regime de modificação de contratos de concessão de obras públicas e de serviços públicos
Miguel Assis Raimundo | Erros e omissões das peças do procedimento e posição do co-contratante, ou a vida difícil da boa fé na contratação pública
Paulo Linhares Dias | A responsabilidade pelos trabalhos imprevistos - O caso concreto dos erros e omissões detetáveis na fase pré-contratual

Direito Comparado
Rafael Sérgio de Oliveira | A exigência de certificação voluntária nos procedimentos de adjudicação de contratos públicos no Brasil e em Portugal

Opinião
Filipa Calvão | O RGPD e o papel da Comissão Nacional de Proteção de Dados
Luís M. Alves, José Carlos Coelho | O Documento Europeu Único de Contratação Pública: obrigação sem exclusão?
Marco Caldeira | Os regimes excepcionais da contratação pública relacionada com os danos causados pelos incêndios florestais - em especialo Decreto-Lei n.° 70/2018, de 30 de Agosto
Pedro Silva Dias | A Vertente Profissional da Identificação Eletrônica

Anotação legal
Ricardo Branco | Anotação ao Regime Jurídico das Notificações Administrativas
(Parte II - Decreto-lei n.° 93/2017, de 1 de Agosto, que cria o serviço público de notificações electrónicas associado à morada única digital)

Anotação jurisprudencial
Artur Flamínio da Silva | Arbitragem e Jurisdição no Direito Administrativo: interrogações em torno dos seus limites. Anotação ao Acórdão do Supremo Tribunal Administrativo de 8 de Fevereiro de 2018

Recensões
Alessandro Azevedo | Recensão de Jurisprudência do Tribunal de Justiça da União Europeia
David Pratas Brito | Recensão de Jurisprudência Administrativa (TC, STA, TCA Sul)
Luciana Sousa Santos | Recensão de Jurisprudência do Tribunal de Contas e de Tribunais Arbitrais Administrativos

Prática
Manuel da Silva Gomes | Esquema 10 - Autorização de utilização após obras sujeitas a licenciamento ou comunicação prévia
Diogo Calado | Esquema 11 - Procedimento administrativo de licenciamento de operações urbanísticas

5606939009067

Ficha informativa

Editor
AAFDL EDITORA
Autor(es)
Direção de Pedro Fernández Sánchez, Tiago Serrão e Marco Caldeira
Referência
5606939009067
Páginas
120
Local de Edição
Lisboa (2019)

A AAFDL Editora nasceu no mundo académico com o propósito de servir o mundo jurídico no seu todo. 

O sentido de crescimento da Editora tem vindo a ditar novas regras, porque nos dias que correm já não olhamos só para dentro da Faculdade onde estamos situados, mas também olhamos para fora. 

Nos últimos anos tem havido o atento cuidado de expandir os horizontes na Editora, procurando a produção de obras científicas por mais autores que não só docentes, com a finalidade de que as nossas obras possam servir não só a alunos, mas também a advogados, solicitadores, autarquias e todos os outros agentes do mundo do Direito. 

O nosso slogan: ‘’Há mais de 100 anos a editar o futuro’’, é característico daquilo que somos e representamos. Sabemos de onde vimos, sabemos onde estamos e sabemos para onde vamos! 

Os Autores que escolhem a nossa Editora enquanto sua, escolhem-na porque veem nesta Editora a jovialidade que é característica, mas, para além disso, percebem o sentido de responsabilidade que existe entre todos aqueles que a dirigem. 

Sempre estivemos situados na Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa e, parecendo que não, essa é uma grande vantagem que temos em relação a qualquer outra Editora. Este fator diferenciador permite-nos chegar mais facilmente aos autores e aos alunos e permite-nos, ainda, ter uma livraria principal na Faculdade de Direito de Lisboa. 

Esta enorme rede de distribuição permite-nos chegar a uma rede alargada de Juristas.

Também poderá gostar