• O Anteprojecto de Revisão do CPTA e do ETAF em Debate
O Anteprojecto de Revisão do CPTA e do ETAF em Debate

O Anteprojecto de Revisão do CPTA e do ETAF em Debate

17,50 €
15,75 € Poupa 10%
Com IVA | ENTREGA: 1 A 3 DIAS ÚTEIS (EM REGRA)

O Anteprojecto de Revisão do Código de Processo nos Tribunais Administrativos e do Estatuto dos Tribunais Administrativos e Fiscais em Debate

Quantidade

  • Entrega gratuita em Portugal a partir de 25€ Entrega gratuita em Portugal a partir de 25€

Nota de apresentação

Decorridos cerca de dez anos desde a histórica reforma da legislação processual administrativa de 2002/2004, a revisão desse relevante quadro normativo encontra-se na ordem do dia. O pretexto desta revisão foi definido pelo próprio legislador quando estabeleceu, no artigo 4° da Lei 15/2002, de 22 de fevereiro, especificamente quanto ao Código de Processo nos Tribunais Administrativos (CPTA), que a sua revisão ocorreria "«o prazo de três anos a contar da data da sua entrada em vigor, devendo ser recolhidos os elementos úteis resultantes da sua aplicação, para introdução das alterações que se mostrem necessárias".

Muito mais de três anos volvidos — dez, para sermos mais precisos —, foi, recentemente, dado a conhecer um Anteprojecto de Revisão do CPTA e do Estatuto dos Tribunais Administrativos e Fiscais, da autoria de uma Comissão de Revisão criada pelo Despacho n° 9415/2012, de 5 de julho, dos Ministros de Estado e das Finanças e da Justiça. Tudo leva, assim, a crer que a revisão da legislação processual administrativa irá, a breve trecho (leia-se, no decurso de 2015), ver a luz do dia. É, portanto, chegado o momento de debater as mudanças que se antevêem.

São inúmeras e de diversa ordem as alterações que estão em cima da mesa, encontrando-se as principais elencadas na exposição de motivos do projeto de proposta de lei. Na presente obra pretende-se examinar, com o devido detalhe, cada uma dessas (doze) principais sugestões de revisão do processo administrativo. De modo a alcançar esse fito, vários juristas apresentam, em forma de comentário, a sua visão crítica sobre as temáticas em análise. Por opção dos coordenadores, a cada tópico correspondem duas anotações, de modo a propiciar a multiplicação de perspectivas de análise das alterações previstas.

A necessidade de dar à estampa tais comentários em tempo útil à sua consideração como contributos para a discussão pública do Anteprojecto, bem como o facto de se tratar de anotações a um ante projecto, explica a curteza dos textos, curteza por nós expressamente imposta.

É ainda de realçar que, desde a primeira hora, constituiu objectivo assumido da equipa coordenadora da obra que agora se publica que a mesma apresentasse um corpo ecléctico de autores. Assim, nela participam académicos, juízes, advogados e um procurador do Ministério Público, destarte se garantindo a necessária pluralidade que, em nosso entender, é condição indispensável à geração de um (efectivo) contributo para a discussão em torno do futuro da legislação processual administrativa.

Assinala-se, por fim, que foi conferida total liberdade aos autores quanto à redacção dos textos, conformemente ou não ao Acordo Ortográfico.


Lisboa, Agosto de 2014


Os coordenadores,

Carla Amado Gomes
Ana Neves
Tiago Serrão

5606939008039

Ficha informativa

Editor
AAFDL EDITORA
Autor(es)
Carla Amado Gomes, Ana Fernanda Neves e Tiago Serrão
Referência
5606939008039
Local de Edição
Lisboa (2014)

A AAFDL Editora nasceu no mundo académico com o propósito de servir o mundo jurídico no seu todo. 

O sentido de crescimento da Editora tem vindo a ditar novas regras, porque nos dias que correm já não olhamos só para dentro da Faculdade onde estamos situados, mas também olhamos para fora. 

Nos últimos anos tem havido o atento cuidado de expandir os horizontes na Editora, procurando a produção de obras científicas por mais autores que não só docentes, com a finalidade de que as nossas obras possam servir não só a alunos, mas também a advogados, solicitadores, autarquias e todos os outros agentes do mundo do Direito. 

O nosso slogan: ‘’Há mais de 100 anos a editar o futuro’’, é característico daquilo que somos e representamos. Sabemos de onde vimos, sabemos onde estamos e sabemos para onde vamos! 

Os Autores que escolhem a nossa Editora enquanto sua, escolhem-na porque veem nesta Editora a jovialidade que é característica, mas, para além disso, percebem o sentido de responsabilidade que existe entre todos aqueles que a dirigem. 

Sempre estivemos situados na Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa e, parecendo que não, essa é uma grande vantagem que temos em relação a qualquer outra Editora. Este fator diferenciador permite-nos chegar mais facilmente aos autores e aos alunos e permite-nos, ainda, ter uma livraria principal na Faculdade de Direito de Lisboa. 

Esta enorme rede de distribuição permite-nos chegar a uma rede alargada de Juristas.