PLMJ Arbitration Review 04

10,00 €
8,00 € Poupa 20%
Com IVA | ENTREGAS: 1 A 3 DIAS UTÉIS (EM REGRA)
Quantidade

  • Entrega gratuita em Portugal a partir de 25€ Entrega gratuita em Portugal a partir de 25€

A PLMJ Arbltratíon Review é uma publicação periódica de arbitragem exclusivamente dedicada à jurisprudência. Tem como missão dar è jurisprudência o devido destaque e atenção que ela merece, assim contribuindo para uma maior perceção dos principais problemas e questões de arbitragem que se encontram a ser discutidos nos tribunais estaduais e arbitrais.

Com uma periodicidade anual, a Revista centra-se na anotação - em diversas línguas - dos principais acórdãos de arbitragem do ano transato, nacionais e internacionais.

Índice

| Telma Pires de Lima / Catarina Félix Pericão - Grupo de empresas e aceitação tácita da extensão da convenção de cláusula arbitral
| João tiago Morais Antunes / Rita Folhadela / Joana Costa Lopes - A interpretação da cláusula de força maior na resolução do contrato de trabalho desportivo por justa causa
| Pedro Metello de Nápoles / Joana Ribeiro de Faria - Consequences of non-disclosure: a win for foul players?
| Mariana França Gouveia / Carolina Inverno Branco - Adjudication: a levitation technology?
| Priscila Santos / Raquel Santos Ferreira - A Contribuição sobre o setor bancário: da (in)arbitrabilidade à (in)compatibilidade com o direito europeu no caso das sucursais
| Rute Alves / Joana Costa Lopes - Brief notes on the interpretation of an arbitration agreement in a shareholders' agreement
| Joaquim Shearman de Macedo / Jeice Filipe - Reflexões sobre a arbitrabilidade da validade de patentes
| Camila Pinto de Lima / Betyna Jaques - Arbitragem societária: dissolução parcial de Sociedade Anónima com exclusão de acionista
| Anja Noack / Samantha Zürn - Alemanha: decretamento de medidas cautelares por tribunais estaduais perante convenção de arbitragem
| Tomás Timbane / Iñaki Carrera - Uma terceira via no Direito de Reconhecimento Interno moçambicano: um caminho a evitar
| Ana Coimbra Trigo - Tribunais Comerciais Internacionais e Arbitragem: "The Chinese Approach"
| Carla Góis Coelho / Mariana Guisado - A decisão sobre a prestação de caução na sequência da suspensão do processo de reconhecimento da sentença arbitral
| Tiago Duarte - Só no final é que se descobriu que não havia por onde começar
| Francisco da Cunha Matos / Jeice Filipe - The arbitrability of insolvency matters in Canada

5606939009425

Ficha informativa

Editor
AAFDL EDITORA
Autor(es)
Direção de António Pedro Pinto Monteiro e Iñaki Carrera
Referência
5606939009425
Páginas
158
Local de Edição
Lisboa (2020)
Observações
Publicação Anual

A AAFDL Editora nasceu no mundo académico com o propósito de servir o mundo jurídico no seu todo. 

O sentido de crescimento da Editora tem vindo a ditar novas regras, porque nos dias que correm já não olhamos só para dentro da Faculdade onde estamos situados, mas também olhamos para fora. 

Nos últimos anos tem havido o atento cuidado de expandir os horizontes na Editora, procurando a produção de obras científicas por mais autores que não só docentes, com a finalidade de que as nossas obras possam servir não só a alunos, mas também a advogados, solicitadores, autarquias e todos os outros agentes do mundo do Direito. 

O nosso slogan: ‘’Há mais de 100 anos a editar o futuro’’, é característico daquilo que somos e representamos. Sabemos de onde vimos, sabemos onde estamos e sabemos para onde vamos! 

Os Autores que escolhem a nossa Editora enquanto sua, escolhem-na porque veem nesta Editora a jovialidade que é característica, mas, para além disso, percebem o sentido de responsabilidade que existe entre todos aqueles que a dirigem. 

Sempre estivemos situados na Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa e, parecendo que não, essa é uma grande vantagem que temos em relação a qualquer outra Editora. Este fator diferenciador permite-nos chegar mais facilmente aos autores e aos alunos e permite-nos, ainda, ter uma livraria principal na Faculdade de Direito de Lisboa. 

Esta enorme rede de distribuição permite-nos chegar a uma rede alargada de Juristas.