PLMJ Arbitration Review 03

10,00 €
9,00 € Salvar 10%
Impuestos incluidos ENTREGA: 1 A 3 DÍAS LABORABLES (EN REGLA)
Cantidad

  • Entrega gratuita em Portugal a partir de 25€ Entrega gratuita em Portugal a partir de 25€

A PLMJ Arbltratíon Review é uma publicação periódica de arbitragem exclusivamente dedicada à jurisprudência. Tem como missão dar è jurisprudência o devido destaque e atenção que ela merece, assim contribuindo para uma maior perceção dos principais problemas e questões de arbitragem que se encontram a ser discutidos nos tribunais estaduais e arbitrais.

Com uma periodicidade anual, a Revista centra-se na anotação - em diversas línguas - dos principais acórdãos de arbitragem do ano transato, nacionais e internacionais.

Índice

| José Miguel Júdice -  Um maravilhoso mundo novo?
| Pacôme Ziegler - La motivation de la sentence arbitrale internationale: une obligation consacrée mais vidée de son contenu - Commentaire des arrêts nos. 16/11761, 16/16588 et 16/10379, rendus le 30 janvier 2018, 10 avril 2018 et 20 novembre 2018, respectivement, par la cour d'appel de Paris
| Mariana França Gouveia | Iñaki Carrera - Choice of law in interim measures issued by emergency arbitrators - Award on Emergency Measures, Arbitration SCC EA 2018/007, 5 February 2018
| Nuno Miguel Lourenço - Convenção de arbitragem: o princípio da competência-competência e a extensão da convenção de arbitragem a não signatários à luz do contrato a favor de terceiro
Acórdão do Tribunal da Relação de Lisboa, de 22 de fevereiro de 2018
| Serena Cabrita Neto | João Magalhães Ramalho | Miguel Paquete -  Adjustment of deducted VAT in Property Transactions - Comments on the Imofloresmira Judgment - Case C-672/16 of the Court of Justice of the European Union (Preliminary Ruling of the CAAD - Administrative Arbitration Centre), 28 February 2019
| Iñaki Carrera | Francisco da Cunha Matos - A arbitrabilidade e a empresa em crise: Convivência harmoniosa entre a jusrisdição arbitral e a jurisdição estatal - Superior Tribunal de Justiça, Conflito de Competência n° 157.099 - rj (2018/0051390-6), 8 de março de 2018
| Ana Coimbra Trigo - Arbitragem e Providências Cautelares no Delta do Rio das Pérolas
Comentário ao Acórdão do Tribunal de Segunda Instância da Região Administrativa Especial de Macau, de 15 de março de 2018
| Tiago Duarte - Quem tem duas nacionalidades pode ficar sem nenhum BIT Dawood Rawat, Ltd v. the Republic of Mauritius, 06 de abril de 2018
| António Pedro Pinto Monteiro | Carolina Inverno Branco - Uma decisão interlocutória (não) violadora do princípio da igualdade das partes - Acórdão do Tribunal da Relação de Lisboa, de 10 de Maio de 2018
| Filipa Cansado Carvalho - Reflexões a propósito de uma decisão do tribunal federal suíço sobre iura novit arbiter - Tribunal federal suíço, 9 de agosto de 2018
| Rute Alves | Maria Berta Jerónimo -  De Singapura a Portugal: caminho social e parassocial (Questões e considerações preliminares) Acórdão do High Court de Singapura, BTY v. BUA [2018] SGHC 213, 15 de outubro de 2018

5606939009340

Ficha de datos

Editor
AAFDL EDITORA
Autor(es)
Direção de António Pedro Pinto Monteiro e Iñaki Carrera
Referencia
5606939009340
Páginas
122
Local de Edición
Lisboa (2020)
Observaciones
Publicação Anual

A AAFDL Editora nasceu no mundo académico com o propósito de servir o mundo jurídico no seu todo.

O sentido de crescimento da Editora tem vindo a ditar novas regras, porque nos dias que correm já não olhamos só para dentro da Faculdade onde estamos situados, mas também olhamos para fora.

Nos últimos anos tem havido o atento cuidado de expandir os horizontes na Editora, procurando a produção de obras científicas por mais autores que não só docentes, com a finalidade de que as nossas obras possam servir não só a alunos, mas também a advogados, solicitadores, autarquias e todos os outros agentes do mundo do Direito.

O nosso slogan: ‘’Há mais de 100 anos a editar o futuro’’, é característico daquilo que somos e representamos. Sabemos de onde vimos, sabemos onde estamos e sabemos para onde vamos!

Os Autores que escolhem a nossa Editora enquanto sua, escolhem-na porque veem nesta Editora a jovialidade que é característica, mas, para além disso, percebem o sentido de responsabilidade que existe entre todos aqueles que a dirigem.

Sempre estivemos situados na Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa e, parecendo que não, essa é uma grande vantagem que temos em relação a qualquer outra Editora. Este fator diferenciador permite-nos chegar mais facilmente aos autores e aos alunos e permite-nos, ainda, ter uma livraria principal na Faculdade de Direito de Lisboa.

Esta enorme rede de distribuição permite-nos chegar a uma rede alargada de Juristas.